segunda-feira, 8 de outubro de 2018

Johnny Thunders, "Live In Cold Blood" DVD.

Qual o show do artista mais chapado de drogas que já vi? Obviamente um do Johnny Thunders. O DVD "Live In Cold Blood" mostra um show de 1982 do ex-New York Dolls. Tem na íntegra no YouTube. A guitarra cai toda hora, os olhos ficam revirando, a boca mole e torta, eu diria que ele está prestes a ter uma overdose em cima do palco. Impressionante. Mas o mais louco é que ele consegue fazer um show fantástico, um rock'n'roll caótico, relaxado e de acordo com as raízes do estilo. A qualidade do DVD também é bem decente, filmado com duas câmeras e áudio estéreo da mesa de som.

segunda-feira, 30 de julho de 2018

Café Canelinha está desde 1977 no centro de São Paulo.


























Temos alguns bons lugares para tomar um cafezinho no centro de São Paulo, um dos melhores certamente é o Café Canelinha, que em 2018 comemora 41 anos. A especialidade deles é um expresso bem cremoso com espuma de leite e canela por cima de tudo. Sou freguês há anos e da última vez que fui, resolvi tirar uma foto.

























O Café Canelinha fica bem perto da Locomotiva Discos. Se você descer na Estação República do metrô e ir em direção à loja, fica bem no meio do caminho. Recomendo então sempre dar uma paradinha para apreciar essa delícia de café cremoso! O estabelecimento é gerenciado por uma família portuguesa. Seja simpático e pague em moedas.








sexta-feira, 27 de julho de 2018

Eddie, "Carnaval No Inferno" LP (Assustado, 2008/2018)



















Acaba de ser relançado em vinil o quarto e melhor disco do Eddie, banda de Pernambuco na ativa desde 1989 e que já lançou 8 discos. "Carnaval No Inferno" saiu em 2008 e contém hits que até hoje explodem nos shows, como a "Bairro Novo/Casa Caiada", canção que na época também saiu na Inglaterra, presente na clássica compilação "Oi! A Nova Musica Brasileira!", um CD duplo lançado pelo selo inglês Mais Um Discos.

O Eddie toca uma música bastante particular, em parte por causa do vocalista Fabio Trummer, que tem uma voz grossa e um sotaque pernambucano bem forte, mas o que os torna tão únicos é o aspecto dançante que une o frevo, o samba e o maracatu com reggae e música eletrônica. No show ninguém fica parado, assim como na audição desse disco. Eddie é das melhores bandas brasileira em atividade e acabam de lançar um novo álbum, intitulado "Mundo Engano". Mas esse é um outro capítulo.






quinta-feira, 19 de julho de 2018

Cidade dos Ventos DVD (CPC-Umes, 2017).



















A CPC-Umes é uma distribuidora paulista de filmes russos em DVD. Já lançaram uns 30 filmes. Várias pérolas. O "Cidade dos Ventos" é um dos mais legais, lançado no final do ano passado. O filme é de 2007, porém conta uma história que se passa nos anos 70. É quase um filme indie. Basicamente uma história de amor com várias referências pop.




















O cenário é a Moscou de 1973 e a trama gira em torno de um jovem estudante de 18 anos, que numa tentativa de ser o mais descolado possível, se distancia da política comunista sem graça e vai atrás de discos de rock dos Rolling Stones e Deep Purple (proibidos na época), calças jeans, bebidas e o que mais for difícil conseguir, numa tentativa de ser o mais diferente possível.




















Temos na Locomotiva todo o catálogo em DVD da CPC-Umes Filmes. Vale dar uma sacada. Tem muito filme legal e todos são da Rússia, o que dá um charme todo especial. Não seja mais um limitado que só assiste aquilo que o Netflix disponibiliza. Abra seus horizontes. Vá além do básico. É muito recompensador.







Napalm Death, "Coded Smears And More Uncommon Slurs" CD duplo (Mutilation/Rock Brigade, 2018).



















O novo trabalho do Napalm Death é um CD duplo que compila as faixas que não foram lançadas nos álbuns da banda que saíram pelo selo Century Media durante o período de 2004 a 2016.

Temos 31 faixas, várias covers, no geral é a típica porrada que o Napalm Death faz tão bem. O CD duplo ainda tem um generoso encarte com 36 páginas cheio de informações e fotos horripilantes.

O CD saiu no Brasil numa parceria dos selos Rock Brigade e Mutilation. Já temos a venda na Locomotiva. Segue a lista das faixas e informações de onde elas saíram:

CD 1:
1. Standardization (02:46) ->faixa bônus do LP “Utilitarian” (2011)
2. Oh So Pseudo (02:36) ->faixa bônus do álbum “Apex Predator – Easy Meat” (2014)
3. It Failed To Explode (03:38)  ->faixa bônus japonesa do álbum “Utilitarian” (2011)
4. Losers (04:22)  ->faixa bônus do álbum “The Code Is Red... Long Live The Code” (2004)
5. Call That An Option? (03:03) ->faixa bônus do álbum “Smear Campaign” (2006)
6. Caste As Waste (03:06) ->faixa bônus japonesa do álbum “Apex Predator – Easy Meat” (2014)
7. We Hunt In Packs (03:49) ->faixa bônus do álbum “Time Waits For No Slave” (2008)
8. Oxygen Of Duplicity (03:30) ->do EP split com Melvins (2013)
9. Paracide (01:39) ->côver Gepopel, faixa bônus japonesa do álbum “Apex Predator – Easy Meat” (2014)
10. Critical Gluttonous Mass (02:26) ->faixa bônus do álbum “Apex Predator – Easy Meat” (2014)
11. Aim Without An Aim (03:05) ->faixa bônus do álbum “Utilitarian” (2011)
12. An Extract (Strip It Clean) (03:12) ->do EP split com Heaven Shall Burn (2014)
13. Phonetics For The Stupefied (03:29) ->do EP split com Voivod (2014)
14. Suppressed Hunger (03:09) ->faixa bônus do álbum “Time Waits For No Slave” (2008)
15. To Go Off And Things (02:29) ->côver Cardiacs, do EP split com Melvins (2013)

CD 2:
1. Clouds of Cancer / Victims Of Ignorance (02:06) ->côver G-ANX, faixa bônus do álbum “Apex Predator – Easy Meat” (2014)
2. What Is Past Is Prologue (02:57) ->faixa bônus do álbum “Apex Predator – Easy Meat” (2014)
3. Like Piss To A Sting (01:31) ->do EP split com Melt Banana (2014)
4. Where The Barren Is Fertile (02:22) ->do EP split com Melt Banana (2014)
5. Crash The Pose (01:33) ->côver Gauze, faixa bônus japonesa do álbum “The Code Is Red... Long Live The Code” (2004)
6. Earthwire (02:55) ->disponível apenas via download da DZI Foundation após terremoto no Nepal em 2015, gravada em 2014
7. Will By Mouth (01:25) ->do EP split com Converge (2012)
8. Everything In Mono (02:48) ->faixa bônus do álbum “Utilitarian” (2011)
9. Omnipresent Knife In Your Back (05:15) ->faixa bônus do álbum “Time Waits For No Slave” (2008)
10. Life Line (03:18) ->côver Sacrilege, da coletânea “Respect Your Roots Worldwide” (2011)
11. Youth Offender (02:07) ->B-Side do EP “Analysis Paralysis” (2011)
12. No Impediment To Triumph (Bhopal) (03:02) ->do EP split com Converge (2012)
13. Legacy Was Yesterday (02:15) ->do EP “Decibel Flexi Series” (2010)
14. Outconditioned (02:25) ->côver Despair, da coletânea “Covering 20 Years Of Extremes” (2008)
15. Atheist Runt (06:07) ->faixa bônus do álbum “Smear Campaign” (2006)
16. Weltschmerz (Extended Apocalyptic Version) (04:05) ->faixa bônus do álbum “Smear Campaign” (2006)

terça-feira, 17 de julho de 2018

The Vaccines, "Combat Sports" CD (Sony, 2018).






















Essa banda inglesa, que começou como um sub-Strokes, atinge nesse quarto álbum seu melhor momento, conseguindo assegurar personalidade ao atualizar o britpop para os dias atuais. Caso o semanário britânico NME ainda estivesse sendo impresso, os Vaccines já teriam sido capa pelo menos umas 4 vezes esse ano. O som deles é o que de melhor o atual rock inglês pode oferecer, com canções bastante melódicas, ótimas linhas de guitarras e refrães grandiosos e memoráveis, como as melhores bandas britpop um dia fizeram tão bem. Esse é desde já um dos meus discos prediletos de 2018 e segue em alta rotação desde que foi lançado uns meses atrás. O CD saiu no Brasil e já está disponível na Locomotiva Discos



domingo, 15 de julho de 2018

The Thunderbeats, "Primitive Sound" LP (Groovie, 2018).




















A etiqueta portuguesa Groovie Records é um dos melhores redutos mundiais do garage rock. Somente no último ano já lançaram 3 álbuns essenciais para quem gosta do estilo: Los Malinches, "En El Agua", The Brooms, "Here They Come!" e agora The Thunderbeats, "Primitive Sound", segundo álbum da banda russa que lembra Music Machine, The Troggs, The Seeds, ou seja, a fina flor do rock maldito dos anos 60.

O álbum foi gravado em fitas analógicas, usando instrumentos antigos e amplificadores valvulados. Fazem questão de escrever na contra-capa que nenhum equipamento digital foi usado durante a gravação. Um disco assim tem que ser ouvido em vinil (já temos a venda na Locomotiva), mas para dar uma sacada, segue o link do Bandcamp para streaming. Lembrando que a Locomotiva vende no Brasil todos os discos da Groovie Records.


Edu Viola, "Psilocibina (1974-2008)" CD (Psico BR, 2018).






















Reunião de gravações realizadas entre 1974 e 2008 por Edu Viola, paulista que toca um folk psicodélico inebriado por influências que vão de Alceu Valença a Tom Zé, passando por Jorge Mautner. CD contém 4 faixas bônus, já disponível na Locomotiva Discos, aonde também tem a venda o vinil.


sábado, 14 de julho de 2018

Firefriend, "Yellow Spider" Bandcamp (Independente, 2018).



























Novo lançamento da banda paulista Firefriend. Para fãs de shoegaze, The Brian Jonestown Massacre, psicodelia, Loop... o interessante é que esse é o segundo álbum que a banda lança esse ano. O anterior, intitulado "Sulfur", foi lançado alguns meses atrás, com direito a uma edição em vinil pelo selo independente norte-americano Little Cloud Records. Pelas minhas contas, "Yellow Spider" é o 11o álbum na discografia da banda. Tomara que seja lançado em vinil também.



























Uma foto dos discos que eles lançaram em vinil (foto de Luciano Branco).

The Cure, "Mixed Up" CD (Universal, 2018).




















Um disco com versões estendidas e remixes de clássicos da banda, lançado originalmente em 1990, agora relançado como "Remastered 2018", com um novo som muito potente, os graves batem com tudo, mas tem que ter um bom aparelho de som para curtir as canções em sua plenitude, o que vale muito a pena, já que essas versões alternativas são feitas para as pistas de dança, ou seja, para serem ouvidas bem altas. Saiu em CD no Brasil, recebemos na Locomotiva Discos, custa apenas R$ 22.

Segue lista das faixas: 

1 Lullaby (Extended Mix Remastered 2018) 7:43
2 Close To Me (Closer Mix-Remastered 2018) 5:44
3 Fascination Street (Extended Mix-Remastered 2018) 8:47
4 The Walk (Everything Mix-Remastered 2018) 5:27
5 Lovesong (Extended Mix-Remastered 2018) 6:19
6 A Forest (Tree Mix-Remastered 2018) 6:55
7 Pictures Of You (Extended Dub Mix-Remastered 2018) 6:41
8 Hot Hot Hot!!! (Extended Mix-Remastered 2018) 7:01
9 The Caterpillar (Flicker Mix-Remastered 2018) 5:40
10 Inbetween Days (Shiver Mix-Remastered 2018) 6:22
11 Never Enough (Big Mix-Remastered 2018) 6:07

terça-feira, 3 de julho de 2018

Guitar pop inglês dos anos 80 em CD.

A gravadora norte-americana Cloudberry Records, conhecida por lançar excelentes compactos 7" de indiepop (já nos brindaram com 44!), também lança CDs de vez em quando. Já lançaram 10 CDs, todos resgates de pérolas perdidas do passado. A coleção é impecável, mas o décimo lançamento, lançado mês passado, merece destaque. Temos um CD que reúne 13 faixas da obscura banda inglesa The County Fathers.


























Essa guitar band de Manchester lançou apenas um single em vinil 12" em 1988. Intitulado "Lightheaded", o single continha apenas 3 faixas. O CD acrescenta 10 faixas oriundas de fitas nunca lançadas. Tudo muito bom! Essa banda tem entre seus integrantes Mark Radcliffe, famoso radialista inglês. É ele quem escreveu o encarte desse CD, que também apresenta fotos e outras imagens da época, inclusive das fitas originais.




























Essa coleção de CDs é chamada de Cloudberry Cake Kitchen e contém os seguintes títulos:

1. Feverfew - Something Of Nothing ‎(CD, Comp, Dig) 2011       
2. The Deddingtons - The Deddingtons ‎(CD, Comp) 2012       
3. Strange Idols - Idolatry ‎(CD, Comp) 2012       
4. The Rileys - Songs To Hoover By - Vol. 2 ‎(CD, Album, Comp) 2014       
5. Shine! - Shine! ‎(CD, Comp) 2015       
6. Fibi Frap - Fibi Frap ‎(CD, Comp) 2015       
7. The Suncharms - The Suncharms ‎(CD, Comp, RM, Dig) 2016       
8. Some Other Day - Some Other Day ‎(CD, Comp) 2017       
9. The Potting Sheds - Leaving By The Back Door ‎(CD, Comp) 2017       
10. The County Fathers - Lightheaded ‎(CD, Comp) 2018

Todos estão disponíveis para encomenda, o preço fica em torno de R$ 50 cada, caso tenha interesse em algum, favor entrar em contato no e-mail locomotiva.discos.sp@gmail.com.




quinta-feira, 28 de junho de 2018

Box Original Album Series é opção para quem quer o CD.

A box "Original Album Series" contém 5 álbuns de um artista reunidos numa só embalagem. Esses álbuns são lançados no formato CD embalados em mini-envelope, ficam parecidos com um disco de vinil em miniatura. Também custam barato, em torno de R$ 10 por disco, além de ocupar um espaço pequeno na prateleira. É uma boa opção disponível no mercado, ótimo custo/benefício. A Rimo, conglomerado que reúne a Sony e a Warner, em breve vai lançar boxes dos seguintes artistas:







































AL JARREAU
ALANIS MORISSETTE
ALICE COOPER
AMERICA
ARETHA FRANKLIN
BEN E. KING
BILLY COBHAM
BLACKFOOT
CYNDI LAUPER
DOKKEN
DORIS DAY
DR FEELGOOD
DR. JOHN
DREAM THEATER
EARTH, WIND & FIRE
ECHO & THE BUNNYMEN
ELVIS PRESLEY
ETTA JAMES
FAITH NO MORE
GRAHAM CENTRAL STATION
IRON BUTTERFLY
JAMES TAYLOR
JEAN-LUC PONTY
JEAN-MICHEL JARRE
JENNIFER RUSH
JETHRO TULL
JOHN COLTRANE
LOU REED
MADREDEUS
MILES DAVIS
ROBERT FLACK
SANTANA
SARAH VAUGHAN
SHIRLEY BASSEY
THE SISTERS OF MERCY
THE DOOBIE BROTHERS
THE J. GEILS BAND
THE JESUS & MARY CHAIN
TIM BUCKLEY
WILSON PICKETT
YES
ZZ TOP

Todos estarão disponíveis na Locomotiva Discos.




terça-feira, 26 de junho de 2018

A pizzaria mais secreta de São Paulo.

Eu nasci e cresci no Butantã, bairro da zona oeste paulista. A minha esposa nasceu e cresceu em Pirituba, bairro também situado na zona oeste. Mas a cidade é enorme e apesar de ambos bairros estarem situados na mesma região da cidade, nem eu e nem ela conhecíamos o bairro um do outro. Portanto o começo de nosso relacionamento foi marcado por visita aos pontos turísticos do Butantã e de Pirituba. Uma das visitas mais marcantes foi ao G.D.R. Piquery, um clube de bocha fundado em 1920 situado em Pirituba.

Mas visitar um clube de bocha? Eu não gosto de nenhum esporte, odeio competições e ela sabe disso. Acontece que nesse clube funciona a pizzaria mais secreta de São Paulo. Opa, aí sim! Quem não gosta de pizza? Todo mundo adora e a pizza do G.D.R. Piquery é especial. Primeiro pela peculiaridade do ambiente: as mesas ficam literalmente ao redor das quadras de bocha. Segundo pelo local: fica longe do centro, "depois da ponte" (em São Paulo temos os Rios Pinheiros e Tietê que dividem a cidade ao meio e o que fica depois desses rios somente os locais conhecem). Terceiro é a pizza em si.






































A pizza tem a massa fina frita e depois assada. Isso deixa ela crocante, muito crocante! O molho é muito bem temperado, muito saboroso. Os recheios são generosos, porém sem exageros. O fato da massa ser fina não permite muito recheio, o que é ótimo, já que dá para comer vários pedaços sem ficar cheio. Na Freguesia do Ó, bairro vizinho, tem a tradicional Pizzaria Bruno, que funciona desde 1939 no Largo da Matriz e é bem conhecida. Ela também serve a pizza em massa frita. Pois a pizza do G.D.R. Piquery é bem parecida com a do Bruno (porém bem mais barata).

Nós frequentamos essa pizzaria já faz alguns anos e já demos com a cara na porta algumas vezes, até que descobrimos que ela só funciona de sexta, sábado e domingo, a partir das 19 horas. O G.D.R. Piquery fica na Rua Pedro Colaço, 187, Piquery, bairro de Pirituba, perto da Marginal Tietê, do outro lado da Lapa. Vale o passeio! Quase ninguém conhece. Nunca li sobre a pizzaria nos guias gastronômicos e na Internet só tem um artigo sobre a mesma, também intitulado "Pizzaria mais secreta da cidade funciona em clube de bocha".









quarta-feira, 23 de maio de 2018

Saiu um DVD triplo com SETE HORAS de Guilherme Arantes.

Acaba de ser lançado um DVD triplo com 7 horas de Guilherme Arantes falando e tocando músicas de todos os seus discos. Isso mesmo, são SETE HORAS e é o maior barato: o cara é um figura, fala de forma muito cativante e toca as músicas direto da alma, usando uma coleção imensa de teclados, pianos e sintetizadores e outra maior ainda de caras & bocas.


























Um dos grandes momentos dessa épica viagem é quando ele explica e toca o mega hit "Êxtase", conforme pode ser visto abaixo.





O DVD pode ser adquirido por R$ 49 na Locomotiva Discos.


sexta-feira, 18 de maio de 2018

Góticos de Brasília reeditados em vinil transparente.

Acaba de ser lançado o split LP do Lupercais com o Pompas Fúnebres, duas bandas de rock gótico ativas nos anos 90 em Brasília, DF. O vinil, que é transparente e foi fabricado na nova fábrica paulista Vinil Brasil, reúne as melhores músicas de ambas as bandas, que poucos conhecem devido ao fato de terem lançado apenas cassetes na época.


























O Lupercais teve dois lançamentos oficiais em cassete: "Lupercais" (95) e "Desregramento dos Sentidos" (96). O LP resgata 4 canções dessas fitas. O som da banda segue a linha do pós-punk inglês de Bauhaus e Joy Division, mas também lembra bandas paulistas oitentistas como o Muzak e o Zero. Em 98 a banda teve triste fim devido à morte do vocalista. Fica então esse importante registro para a posteridade, lançado 20 anos depois.   

























Já os Pompas Fúnebres nunca teve nenhum lançamento oficial. Apesar de tocar ao vivo bastante na época, o único registro que ficou foi uma fita gravada em 1990 de um ensaio da banda. Temos no LP 4 músicas oriundas dessa fita, que apesar de ser um ensaio, apresenta um som muito bom e que mostra um rock minimalista influenciado por Young Marble Giants e Tuxedomoon.

Quem lança esse vinil é um pessoal que orbita ao redor do Sebo Clepsidra, local relativamente novo do centro de São Paulo que vende uma seleção bem fina de livros e quadrinhos. Esse pessoal também edita os fanzines Espectros, De Profundis e Carcasse. O vinil tem encarte com fotos das bandas e as letras de todas as músicas.

No encarte, encontramos o seguinte texto, que explica o projeto: "Esse é um trabalho de resgate e perpetuação de bandas cujas melodias e letras marcaram nossas vidas como uma faca quente, ferida profunda que só pode ter a dor aplacada através da ressonância constante dessas músicas para além de nossas almas".

O vinil está a venda na Locomotiva Discos por R$ 70. É bastante limitado, então garanta já o seu na loja ou pelo site, clicando aqui.



quarta-feira, 16 de maio de 2018

Dream pop paulista nos anos 90: Old Magic Pallas.

São Paulo nos brindou com ótimas bandas nos anos 90, o Old Magic Pallas certamente é uma das melhores. Formada pelo Osmar Buono, ex-integrante do Muzak (outra ótima banda paulista, mas essa dos anos 80), eles lançaram uma fita-demo intitulada "`Pull My Daisy" em 1995 e um CD chamado "Old Moon Whale" em 1996.  

























O som do Old Magic Pallas é dream pop. Lembra Cocteau Twins, Pale Saints e His Name Is Alive. Na época eles também lançaram um belíssimo vídeo para "Stargazer" (disponível no YouTube, além de vários outros vídeos da banda, confira). Recentemente disponibilizaram a fita-demo no Bandcamp. Ouça abaixo.





Já o CD "Old Moon Whale" é raro e bastante difícil de encontrar (inclusive em mp3). Foi lançado pelo selo Artifact, capitaneado pelo pessoal do City Limits, banda darkwave de São Vicente, SP. Também continha as guitar bands Moonrise e Speed Whale. Publico abaixo a capa e a contra-capa. Caso alguém queira, posso enviar os mp3s.
























terça-feira, 17 de abril de 2018

Ganam é um restaurante especializado em dim sum.

A comida chinesa é a mais rica do mundo, os sabores, as texturas, os formatos, existem inúmeras variedades, mas o cidadão comum geralmente só conhece o frango xadrez. Não seja essa pessoa limitada, ignorante e conservadora, busque conhecer outros pratos da culinária chinesa. Como por exemplo a cozinha cantonesa, de Cantão, sul da China.

A China é um país imenso e assim como no Brasil temos a comida nordestina ou a mineira, na China também existe a cozinha regional. Em São Paulo temos centenas de restaurantes de comida chinesa, dentre os quais alguns especializados em algumas regiões, como o Ganam, que serve o dim sum, que é uma espécie de entrada ou petisco cantonês.




















Dim sum são pequenas porções em formatos variados, recheados com carne, legumes ou frutos do mar, que podem ser fritos ou cozidos no vapor. Dá para comer de entrada para algum prato maior ou simplesmente se empanturrar com várias porções diferentes e ficar nisso a refeição toda. No Ganam, cada porção custa R$ 12 e geralmente vem com 4 pequenas unidades.



















No cardápio do Ganam, além dos usuais pratos chineses, tem 3 páginas dedicadas ao dim sum, com fotos e breve descrição em português, como por exemplo bolinho de arroz à vapor recheado com camarão, cogumelo recheado com lombo, massa folhada frita de nabo com recheio de inhame, enfim, a variedade é imensa e vale a pena ir várias vezes e experimentar todos.

A minha paixão pelo dim sum começou quando descobri em São Paulo a rede inglesa de restaurantes Ping Pong, que eu já tinha ouvido falar em Londres, como sendo um restaurante de "finger food", que ao pé da letra, pode ser traduzido como “comer com os dedos”. Pequenas porções para serem pegadas com a mão e consumidas em um mordida ou duas, ou seja, o dim sum.















O dim sum era a especialidade do Ping Pong, um restaurante chinês chique, localizado no Itaim Bibi e também dentro do Shopping Morumbi. Esse restaurante marcou o começo do meu relacionamento com a Roberta, a quem eu queria impressionar levando-a para restaurantes bacanas e diferentes. Funcionou, pois casamos e hoje lembramos com enorme saudosismo do Ping Pong, que infelizmente fechou.

A comida do Ping Pong era uma coisa espetacular. Inclusive superior a do Ganam. Mas o Brasil entrou em crise, o restaurante fechou as portas e fica somente a saudade. Hoje quando comemos dim sum no Ganam, sempre lembramos do Ping Pong, na mesa surge frases como "nossa, você lembra de como era fina e transparente a massa de arroz do dim sum?". Comemos felizes, pois pelo menos temos o Ganam, que também é uma delícia.

Serviço: Ganam Chinese Style Foods, Rua Barão de Iguape, 93, Liberdade, São Paulo, SP.





 








    

sábado, 14 de abril de 2018

Catálogo da China Vídeo.

Esse é o catálogo da China Vídeo. Tarantino ia curtir muito esses DVDs. Disponíveis na Locomotiva Discos.




quarta-feira, 4 de abril de 2018

terça-feira, 27 de março de 2018

Artigo sobre o Jesus & Mary Chain publicado em janeiro de 1994.

Esse foi um artigo sobre o Jesus & Mary Chain que escrevi e publiquei no Fanzine Esquizofrenia # 2 em janeiro de 1994. Eu tinha 16 anos na época e estava no ápice do meu fanatismo por essa fantástica banda inglesa, copiando inclusive o visual gótico. Eu só usava preto, vivia cabisbaixo e me achava o máximo.



quinta-feira, 22 de março de 2018

Artigo sobre o Club 8 publicado em fevereiro de 2003.

Esse foi um artigo sobre Club 8 que escrevi e publiquei no Fanzine Esquizofrenia # 12 em fevereiro de 2003. Foi uma edição especial dedicada inteira ao indiepop sueco e o Club 8 também saiu na capa  (clique para ler em alta resolução). No começo do ano a banda lançou seu décimo álbum, intitulado "Golden Island" (tem no Spotify). Continuam bem legais! Uma pena que o show em São Paulo uns 10 anos atrás foi um pouco chato.





quarta-feira, 21 de março de 2018

Artigo sobre Portishead publicado em outubro de 1995.

Esse foi um artigo sobre Portishead que escrevi e publiquei no Fanzine Esquizofrenia # 7 em outubro de 1995.  Eu tinha 17 anos e o impacto do primeiro disco do Portishead acarretou numa revolução completa em meu gosto musical. Considero esse um dos melhores fanzines que já lancei, a capa foi do próprio Portishead (clique para ler em alta resolução).





segunda-feira, 12 de fevereiro de 2018

Os lançamentos da Shelflife Records em 2017.


















Em 2017 a gravadora especializada em indiepop e shoegaze nos brindou com os seguintes lançamentos:

LIFE158: Some Gorgeous Accident "The Lovers Of Their Opposites” CD
LIFE155: The Keep Left Signs "Tomorrow” LP
LIFE142: Airiel "Molten Young Lovers" LP
LIFE154: The Luxembourg Signal "Blue Field" LP/CD
LIFE157: Pia Fraus "Field Ceremony" LP/CD
LIFE146: Star Tropics "Lost World" LP
LIFE156: Life On Venus "Encounters" CD
LIFE148: She Sir "Who Can't Say Yes" reissue LP
LIFE149: She Sir "Rival Island” LP/CD
LIFE151: The Luxembourg Signal "Laura Palmer" 7"
LIFE152: Love Dance "All The Time" digital
LIFE147: The Fireworks "Dream About You” 7” 
LIFE150: Outerhope "Holiday" digital
LIFE137: When Nalda Became Punk "Those Words Broke Our Hearts" 10” 
LIFE153: Letting Up Despite Great Faults “Alexander Devotion EP" digital
LIFE124: The Lost Tapes "We Thought It Was Okay at the Time (2013-2015)" LP/CD

Ouça todos na página da gravadora. Podemos encomendar tudo na Locomotiva Discos.



domingo, 11 de fevereiro de 2018

Sai no Brasil novo álbum do Loudness, puro metal japonês.

Shinigami (死神, "Deus da morte" ou "espírito da morte" ) é um termo usado no Japão para descrever entidades sobrenaturais presentes na mitologia japonesa, que convidam os seres humanos à morte ou que os induzem a cometer suicídio. É também o nome de uma gravadora independente de São Paulo que lança em média 4 a 5 CDs de metal por mês.

























Por isso, nada mais natural que seja a Shinigami a lançar o novo álbum do Loudness, banda japonesa na ativa desde os anos 80. Intitulado "Rise to Glory", esse é o vigésimo sexto álbum da carreira da banda e saiu em CD duplo, sendo o segundo CD (intitulado “Samsara Flight”, lançado originalmente de forma exclusiva no Japão em 2016) uma coleção com 13 dos primeiros clássicos da banda regravados.

Desde a sua formação em 1981, o Loudness vem liderando a cena japonesa heavy metal e conquistou o mundo com os aclamados álbuns “Thunder in the East” (1985) e “Lightning Strikes” (1986). O seu novo álbum, “Rise To Glory”, o primeiro em 4 anos desde o lançamento de “The Sun Will Rise Again” de 2014, é um exemplo de puro heavy metal, com boas melodias e solos de guitarras sensacionais.





quinta-feira, 8 de fevereiro de 2018

Artigo sobre The Siddeleys publicado em julho de 2002.

Esse foi um artigo sobre The Siddeleys que escrevi e publiquei no Fanzine Esquizofrenia # 9 em julho de 2002. Foi um fanzine especial dedicado aos anos 80. 



quarta-feira, 7 de fevereiro de 2018

Artigo sobre o 14 Iced Bears publicado em julho de 2002.

Esse foi um artigo sobre o 14 Iced Bears que escrevi e publiquei no Fanzine Esquizofrenia # 9 em julho de 2002. Foi um fanzine especial dedicado aos anos 80. 

terça-feira, 6 de fevereiro de 2018

Armada é nova banda street punk do pessoal que tocava no Blind Pigs.

Acaba de ser lançado o álbum "Bandeira Negra", estreia do Armada, banda paulista formada por ex-membros do Blind Pigs. Saiu em CD, LP e K7 pela Hearts Bleed Blue.

























Composto de 17 faixas que em sua maioria são punks crus e diretos, o álbum trás ainda certo verniz pop e country, demonstrado por participações de Kiko Zambianchi e Sérgio Reis.



Pense numa mistura de Rancid com The Pogues, mas com letras em português cantadas com a vontade dos Garotos Podres e você terá uma ideia do som do Armada.

O disco já está disponível na Locomotiva Discos em todas as suas 3 versões. Todas muito caprichadas, como todo disco lançado pela HBB. Tem no Spotify.



domingo, 4 de fevereiro de 2018

Os melhores discos e reedições de 2005.

Essa página escrevi e publiquei no Fanzine Esquizofrenia # 19 em janeiro de 2006. São os meus melhores discos e reedições de 2005.



sábado, 3 de fevereiro de 2018

Artigo sobre o Shop Assistants publicado em julho de 2002.

Esse foi um artigo sobre o Shop Assistants que escrevi e publiquei no Fanzine Esquizofrenia # 9 em julho de 2002. Foi um fanzine especial dedicado aos anos 80.


sexta-feira, 2 de fevereiro de 2018

Entrevista com o Heavenly de 1997.

Entrevista que fiz com o Heavenly publicada na Revista Vírus # 5 em abril de 1997. Eu tinha 20 anos quando escrevi e a entrevista foi por telefone. Ela era bem maior, mas foi editada para caber na revista. Para ler em alta definição, clique na imagem com o botão direito do mouse e abra em outra janela.

quinta-feira, 25 de janeiro de 2018

Mais uma box do Belchior será lançada em breve.

O produtor Renato Vieira escreveu no Facebook: "Desde que o box Três Tons de Belchior saiu, os fãs perguntam: "E quando vai sair a caixa com os discos da Warner?". Finalmente, em março, ela virá. Assino a produção e os textos da caixa Tudo Outra Vez, que reúne reedições remasterizadas pelo gigante Ricardo Garcia de Belchior (1974), Coração Selvagem (1977), Todos os Sentidos (1978), Belchior ou Era Uma Vez Um Homem e Seu Tempo (1979), Objeto Direto (1980) e Paraíso (1982). Entre as faixas-bônus espalhadas pelos álbuns, a grande descoberta é uma versão de Como Se Fosse Pecado proibida pela Censura e que ficou inédita por 41 anos.". Em breve estará a venda na Locomotiva Discos.


quarta-feira, 24 de janeiro de 2018

Shoegaze autêntico feito em Curitiba nos anos 90.

UV Ray é uma banda de Curitiba, PR. A banda foi ativa nos anos 90 e lembrava bastante o Ride dos primeiros discos. Infelizmente nunca gravaram nenhum CD ou LP, apenas participaram de duas obscuras compilações lançadas em CD na época, a "Don't Be Afraid My Son" (lançada em 96) e a "Guitar" (lançada em 98), com duas faixas em cada.



















Há 6 anos eles postaram "Online Album" no Soundcloud com faixas que percorrem o período de 1994 a 2004. São ao todo 15 faixas. A banda assume as influências: Ride, The Stone Roses, My Bloody Valentine, Jesus and Mary Chain, Mudhoney, Sonic Youth, Nirvana, Second Come e Dinosaur Jr.





Chamou minha atenção o fato de terem deixado de fora as duas faixas presentes na compilação "Don't Be Afraid My Son". Intituladas "My Grandmother Earth" e "No Words And No Feeling", elas são excelentes guitar pop. Por isso resolvi por conta própria fazer upload de ambas no Soundcloud.




As faixas dos anos 90 são ótimas, já as de 2004 não são tão legais na minha opinião. Se alguém tiver mais informações sobre essa banda, como por exemplo, quais as fitas demo que eles lançaram? Eu não conheço. Se alguém souber, por favor entre em contato.