segunda-feira, 31 de agosto de 2015

Mercenárias - Demo 1983 7" (Nada Nada Discos, 2015)




O selo paulista Nada Nada Discos, especializado em punk rock e mais ainda nas reedições de pepitas do estilo, acaba de mais uma vez arrebentar a boca do balão com o relançamento da fita-demo que o Mercenárias lançou em 1983 num luxuoso compacto com capa especial e com direito a um fanzine de encarte.

A fitinha, obviamente impossível de ser adquirida hoje em dia, contém 8 canções rápidas e intrincadas, com Edgard Scandurra na bateria e a formação clássica das Mercenárias no restante dos instrumentos. O resgate desse material é de suma importância, ainda mais contando com a sempre excelente restauração de áudio do Fernando Sanches do Estúdio Rocha. 




Como se não bastasse ter essas canções prensadas lindamente num compacto 7 polegadas que roda em 45 rotações com a capa feita com um papel especial chamado "telado", de brinde levamos ainda um fanzine copiado em xerox com 16 páginas diagramadas com tesoura & cola no estilo mais clássicos dos zines, contendo textos do Alex Antunes, Edgard Scandurra, as letras, várias fotos, flyers de shows da época, uma história em quadrinhos baseada na clássica canção “Polícia”, imagem da fita original, enfim, um material de tirar o fôlego.




O relançamento ainda teve uma edição especial numa box que continha, dentre várias outras coisas, uma cópia fac-símile da fita original. Essa limitada edição especial infelizmente já está esgotada. Durou apenas um mês pegando diretamente com o Mateus Mondini da Nada Nada Discos. Tive a sorte de conseguir uma e considero esse o item mais valioso que consegui em 2015. Sou fã das Mercenárias, considero essa a melhor banda de rock já surgida do Brasil.

Esse compacto deverá esgotar em breve, portanto caso tenha interesse, favor não pensar duas vezes e adquirir a sua cópia na Locomotiva Discos. É só clicar aqui.

Um comentário:

  1. Valeu Gilberto. Concordo com você, As Mercenárias é sem dúvida uma das melhores bandas brasileiras. Pena que música boa por aqui não é valorizada. Tenho todos: Cadê as Armas, Trashland e comprei o compacto na Locomotiva mês passado. Um grande abraço. Moro em São Luís/MA e aqui não temos nenhuma loja especializada em CD/Vinil. O que temos são as lojas de departamentos, mas para se encontrar alguma coisa boa é muito difícil, vinil então, nem se fala. A Locomotiva é meu paraíso. Muito obrigado por nos ofertar essas maravilhas.

    ResponderExcluir